Atenção caros amigos curiosos que fique claro que tudo que você vai ler aqui são apenas teorias e ainda não tem nenhuma confirmação oficial. Dito isso, prossiga por sua conta e risco!

Recomendo, antes de prosseguir que leia nossa postagem: STAR TREK E O UNIVERSO ESPELHO

Caso você não esteja em dia com os episódios de STAR TREK: DISCOVERY cuidado! SPOILERS à frente!

Essa é uma teoria que ganhou mais força após assistir o episódio Despite yourself (s01e10). Pois bem, sem mais enrolação, a teoria é que Lorca seja oriundo do UNIVERSO ESPELHO e que tenha atravessado para o Universo Primário propositadamente ou mesmo acidentalmente. O que? Você não acredita? Então, vamos aos cinco (5) argumentos que podem fazer você mudar de opinião:

– Em Despite yourself ficamos sabendo que a versão espelho de Lorca se encontra supostamente morta ou DESAPARECIDA após uma tentativa de golpe de estado e que sofreu uma perseguição por parte da versão espelho de Burnham (que imagino tenha sido morta por ele, antes de emergir no Universo Primário).

– Desde o inicio da temporada, o Capitão Lorca tentava desesperadamente aperfeiçoar o desenvolvimento da Unidade de Esporos.  Alegadamente, essa urgência vinha da necessidade de vencer a guerra contra os Klingons. Porém, no episódio Into the Forest I Go  (s01e09), Lorca revela a Stamets sua investigação secreta da Unidade de Esporos e lhe apresenta a possibilidade de viagens interdimensionais. Algo que até mesmo o cientista não havia considerado como um uso prático de sua tecnologia. Logo, imagino que seja correto supor que seu verdadeiro objetivo seja viajar de volta ao Universo Espelho, porém de posse de uma tecnologia que viabilizará seu golpe de estado.

– Há ainda a questão da Oficial Michael Burnham. Lembre-se que foi Lorca quem a libertou da prisão e que, desde aí, tem sido bastante protetor, resguardando-a de situações perigosas. Logo, dentro desta ótica é certo que ele planeja usá-la para o ajudar com seus planos.

– No episódio Lete (s01e06), o Capitão Lorca se reúne com a Almirante Cornwell, com quem havia tido um caso no passado. Repare que Cornwell põe em dúvidas o estado mental de Lorca, afirmando até que parecia que ele não era mais a mesma pessoa. Pra piorar, ela repara em uma cicatriz em forma triangular nas costas nuas do capitão. Mas quando tenta tocar nela, ele se levanta rapidamente da cama, tentando a atacar. Pois bem, essa cicatriz parece bastante com a marca deixada por um agonizador pessoal, um utensílio de tortura do Universo Espelho.

– Já no episódio Context is for Kings (s01e03), na sala especial do Capitão Lorca, onde ele guarda sua estranha coleção. É possível identificar um esqueleto de Gorn. Contudo, essas criaturas reptilianas só vão aparecer pela primeira vez na Série Original. Ou seja, dez anos após os eventos de Star Trek: Discovery. Porém, estas criaturas já eram conhecidas anteriormente no Universo Espelho, quando, cem anos antes, a versão espelho da tripulação da Star Trek: Enterprise encontra um Gorn em uma de suas missões.

Algo que não posso apontar como “argumento”, mas que também passa pela minha mente no momento é o fato de que nunca antes, em nenhuma das versões de Star Trek, já havíamos ouvido falar do “motor de esporos”, então é interessante pensarmos como essa tecnologia irá desaparecer sem deixar vestígios.