Durante a  Consumer Eletronics Show (CES) 2018 (simplesmente a maior feira de tecnologia do mundo), organizada pela Associação de Consumidores de Tecnologia dos EUA ocorreu que um dos principais rivais da Netflix por lá, o Hulu, teve um de seus executivos “esnobando” sua concorrente no fornecimento de conteúdo por serviço de streaming.

Registre-se que a Netflix vem acumulando investimentos num ritmo vertiginoso, e até contraindo altas dívidas por conta disso. Somente em 2018, a empresa investirá US$ 8 bilhões. As altas cifras tem assustado empresas como o Facebook e a Apple, que também investirão em vídeo como um gancho tecnológico para seus serviços e aparelhos. Randy Freer, CEO do Hulu, no entanto, não estava tão impressionado e declarou:”Vejo seus US$ 8 bilhões e levanto outros US$ 20 bilhões. O Hulu tem acesso até US$ 30 bilhões de conteúdo”, declarou.

O orçamento do Hulu para conteúdo original atualmente é menor que o da Netflix, contudo a empresa tem programação online de algumas das maiores empresas de TV do mundo. Seus proprietários incluem a NBCUniversal da Comcast, ABC da Disney, 21st Century Fox e tem a Time Warner como investidor minoritário. Ou seja, sua capacidade de investimento é generosamente alta. Segundo Freer, o Hulu está em alta, principalmente após a série “The Haindmaid’s Tale“, que recentemente levou o Emmy. Tornando o Hulu o primeiro serviço de streaming a ganhar a categoria de melhor drama do Emmy.

O sucesso da série foi determinando para que as pessoas assinassem o Hulu. “Uma boa quantidade de assinantes aderiu o serviço após ela”, garantiu o diretor.