O FANTASMA foi criado por Lee Falk (que também criou Mandrake, o Mágico) e Ray Moore e lançado como tira de jornal em 1936, tornando-se um dos mais antigos e lendários heróis dos quadrinhos.

O Fantasma foi o primeiro herói dos quadrinhos a vestir um traje colante que mais tarde se tornaria a marca registrada dos “super-heróis”. O Fantasma foi também o primeiro personagem dos quadrinhos a mostrar uma máscara sem pupilas visíveis, ou seja os “olhos brancos” (outra característica muito comum entre os super-heróis).

O historiador de histórias em quadrinhos, Peter Coogan descreve o Fantasma como uma figura “de transição”, uma vez que o personagem apresenta algumas das características de heróis de revistas pulp como The Shadow e The Spider, assim como antecipa várias características dos super-heróis de quadrinhos como: Superman, Batman e Capitão América. No Brasil, o Fantasma estreou na “Gazetinha”, em 1936. No segundo semestre de 1939, “O Globo Juvenil” conseguiu os direitos dos heróis da King Features, entre os quais o Fantasma.

O “Atual” Fantasma é Kit Walker o 21º membro de uma dinastia que combate o mal e a pirataria há cerca de 500 anos, vestindo o mesmo uniforme: uma malha roxa baseada na figura mítica de um deus africano. Sua base de operações é a Caverna da Caveira, localizada na misteriosa e impenetrável Floresta Negra, na África. Mas o “Espírito que Anda” não é um herói solitário, sem qualquer estrutura, pois tem como aliados principais os fiéis pigmeus Bandar, que salvaram o primeiro Fantasma, pensando que ele era o deus loiro que os libertaria da escravidão de outra tribo. Outra aliada é a Patrulha da Selva, fundada por um antepassado seu e de quem é, secretamente, o comandante.

Ele também conta com o ajuda de seu lobo de estimação Capeto e de seu cavalo Herói. 

O Fantasma não dispõe de poderes sobre-humanos,usando apenas sua força e intelecto aprimorados para combater o mal, além da falsa fama de imortalidade para amedrontar os inimigos. Um das principais características do personagem é o seu anel de caveira, que costuma usar para marcar os criminosos com os seus potentes socos. O Fantasma carrega ainda duas pistolas calibre 45 no seu cinturão de couro preto, com uma fivela imitan do uma caveira.

Quando o Fantasma vai à cidade, usa as roupas de um homem comum, se transformando no “Sr. Walker”. A cidade que Walker mais atua é Mawitaan, a capital do fictício país africano onde se passa suas aventuras. Nas primeiras aventuras, Mawitaan era chamada de Morristown ou Frazertown.
No Brasil o Fantasma foi por muitos anos,um dos personagens que mais vendeu revistas, pelas diversas editoras que publicaram suas histórias.

Billy Zane, 1996

O Fantasma foi filmado algumas vezes. A primeira em 1943, num seriado com Tom Tyler (que também fora “Capitão Marvel” em outro seriado). Em 1961 filmou-se um piloto para TV, com Roger Creed, que foi recusado e não exibido. E em 1996, veio o longa estrelado por Billy Zane. Em 2010 houve uma tentiva de se produzir uma série para a TV, que pouco teve a ver com os quadrinhos, com Ryan Carnes como o 22º Fantasma. O herói também apareceu nos desenhos “Os Defensores da Terra” (1986-87) e “Fantasma 2040” (1994-96).