Lendas dos Quadrinhos? Ou verdade? Recentemente postamos a primeira de nossas investigações que envolviam Stan Lee e um personagem, digamos, polêmico…Satanás. Se você não leu, poderá fazê-lo aqui:

http://actionecomics.com.br/lendas-dos-quadrinhos-stan-lee-queria-satanas-como-protagonista/

Por coincidência acabamos ficando nas ‘vizinhanças’ com nossa lenda dos quadrinhos de hoje: Hellboy criado como parte de um time heróis?

A Resposta Simples Seria: SIM!

Vamos entender o por que

Como todos os fãs do universo de quadrinhos  e dos filmes de Hellboy  devem saber, ele era um dos agentes mais famosos (existiram outros ao longo dos anos) do BRPD (Bureau for Paranormal Research and Defense – Escritório de Pesquisa e Defesa Paranormal).

BRPD é uma organização conjunta Estados Unidos/Reino Unido, cuja função principal é investigar questões paranormais e defender o mundo delas. O departamento estreou na primeira minissérie do Hellboy: ‘Seed of Destruction’ (Semente da Destruição).

Esta minissérie acompanhava a real estréia de Hellboy escrita por John Byrne: “Next Men” (O próximo homem). Aqui cabe uma explicação: John Byrne escreveu a primeira minissérie, para ajudar Mike Mignola (criador de Hellboy) a escrever sua própria série…

Estas duas minisséries eram com histórias solo do personagem trabalhando para o BRPD. Mais tarde, quando Hellboy se separou do departamento, eles conseguiram sua própria série.

Porém, originalmente Hellboy foi criado para atuar em um grupo!

Para entendermos: Art Adams estava planejando um trabalho para a Dark Horse Comics e convidou Mignola para participar. Ora, na época, ao receber o convite, o que Mignola imediatamente pensou? Numa equipe de super-heróis. Por que?

Porque ele olhou os trabalhos de outros autores da época. E ele notou que a maioria deles começou com uma equipe. John Byrne que trabalhava na Dark Horse, escrevia sobre uma equipe de super-heróis. Quando Jim Lee, Ron Liefeld, Marc Silvestri e Whilce Portacio produziram suas próprias séries, eles fizeram sobre uma equipe de super-heróis. Ou seja, era o caminho normal dos criadores.

Foi por isto que Mignola apareceu com a ideia de uma equipe de super-heróis sobrenaturais! E tornou Hellboy um de seus membros, além dele podemos ver outros rostos familiares ( ou variações deles) no esboço abaixo. Temos Capitão Benjamin Daimio, Johann Krauss, Liz Sherman e Abe Sapien (chamado Dr Douglass Hogg inicialmente)…

Por que então a mudança, de Hellboy um membro de equipe para personagem solo?

Por mais inesperado que seja (ou até mesmo engraçado), a maior dificuldade de Mignola para sua criação era o NOME da equipe. Por mais que tentasse ele não conseguia um bom nome, sua mente sempre se voltava para o quão ‘legal’ era o nome “Hellboy” e quão bem ele soava.

Ele então decidiu mudar tudo, a história não giraria em torno da equipe e sim em torno de Hellboy como personagem principal, e o resto….o resto, você sabe, é história….

Então, é isto e até nosso próximo “Lendas dos Quadrinhos” e nossos agradecimentos à Brian Collin o ‘historiador por traz da história’ que tornou possível a postagem….